#GirlPower no programa Naftalina da TV JC

06:51

Maior detentora de licenciamentos do varejo de moda do Brasil, desde 2015 a Riachuelo investe estrategicamente em coleções licenciadas inspiradas em grandes sucessos da televisão e dos cinemas. Game of Thrones, Harry Potter, Senhor dos Anéis, Breaking Bad e o universo Marvel estão entre as
principais licenças.

Além delas, clássicos como Mickey e Minnie, Star Wars, Super Heróis, Mario Bros. e Simpsons também integram o portifólio ao lado de desenhos infantis como PJ Masks, Hora da Aventura e PeppaPig. 

Atualmente, a companhia mantém cerca de 40 contratos e mais de 200 marcas licenciadas nos segmentos adulto, juvenil, infantil, acessórios e de moda casa. 

A Riachuelo também tem um novo marco: É a primeira varejista Brasileira a fechar um contrato com a nossa querida e amada Netflix. Acertando em cheio, a primeira coleção é tematica de Stranger Things, e esta vem com bonés, meias, camisas femininas e masculinas, além de pijamas e camisolas. Abaixo, fiz uma seleção dos meus favoritos, mas fiquem ligados: Em breve também também teremos itens de Stranger Things na área de moda casa, infantil e bebê! Os itens variam de preço entre 11,90 e 99,90! 

Vocês já podem encontrar todos os itens da coleção na loja Riachuelo mais próxima ou online. 



E aí? Qual a peça que você mais curtiu da coleção?

XoXo

No ano passado, tive a oportunidade de participar da CCXP Tour e a Netflix nos presenteou com vários painéis bacanas! Alisha Boe, Brandon Flynn e Christian Navarro estavam aqui para divulgar a primeira temporada da série e também curtiram bastante, andaram até de Catamarã no domingo de Páscoa. 

Com a segunda temporada chegando, eles voltaram novamente e aproveitaram para curtir um pouco mais do que o Brasil tem de bom. Quando o elenco visitou o Brasil, se apaixonou por alguns quitutes do país. Nessa nova visita, tiveram a oportunidade de experimentar açaí, água de coco, abacaxi e caju. 

A segunda temporada de 13 Reasons Why estreia na Netflix no dia 18 de maio  e retrata as consequências da morte de Hannah e a difícil jornada de nossos personagens rumo à recuperação. A escola Liberty se prepara para ir a julgamento, mas alguém quer impedir a todo custo que a verdade sobre a morte de Hannah venha à tona. Fotos ameaçadoras levam Clay e seus colegas à descoberta de um segredo terrível - e uma conspiração para encobri-lo.

Confesso que de inicio não estava tão animada com uma segunda temporada, mas pensando nas mil possibilidades de diálogos importantíssimos que a primeira temporada deixou abertas, estou animadíssima para ver o que vem por aí. 

Mas calma. Vamos falar sobre isso durante essa semana... Enquanto isso, fique com o trailer oficial e o site https://13reasonswhy.info





Pessoalmente eu não curto muito termo plus size, pois sei que muitas marcas não sabem bem o que é um tamanho "plus size" e muitas vezes os cortes realmente não ficam bem em mulheres que vistam mais que o número 52.

Na Zaful encontrei algumas opções bacanas que cabem até o tamanho 5XL e as modelos são mulheres com um típico corpo brasileiro: cheio de curvas, pernas grossas, bastante quadril... Mas não representam uma mulher gorda de verdade. Lembrando que gorda não é pejorativo. A sociedade nos fez pensar e agredir nossos corpos assim. Assistam ao vídeo da maravilhosa Mariana Xavier, clicando aqui. 

Como as roupas tem opção de numerações grandes, comecei a procurar reviews de mulheres que usam roupas plus size e me surpreendi com os resultados. No youtube tem várias reviews e a maioria é bem positiva! Sendo assim, finalmente vou atender os pedidos de algumas leitoras! Calma, esse não será o primeiro post! Vem mais por aí! Quem quiser navegar no site da Zaful, ou nas categorias, é só clicar no nome referente.

O melhor vídeo para mim foi do canal Curves, Curls and Clothes. 

Vestidos: Algumas opções que adorei, e que também são um pouco diferentonas!






Biquínis: Adorei que o site também tem opções de roupas de banho. Aqui em Recife temos o verão quase que todo o ano, então caí super bem, né?





Blusas e Crop Tops: Afinal, essa coisa de que blusinhas croped são apenas para as magras, TEM QUE ACABAR. Mulheres gordas podem sim vestir o que elas quiserem e a industria ainda pensa nos manequins que são minoria.





E aí? Curtiram? Em breve  eu volto com opções plus size de outras lojas para vocês!

XoXo
Estou numa fase de renovar o armário e tentando fazer escolhas mais coringas. Em breve, por sinal, vai rolar uma nova edição de trocas de roupa e eu obviamente estarei por lá! 

Mas falando em renovar  armário, sem duvida nenhuma estou querendo focar em peças pretas, pois nos últimos anos, foquei muito nas estampas. Eu tomei um susto vendo tanta coisa colorida no meu armário, que sempre foi bastante monocromático. Preto e branco tomavam bastante conta do espaço. 
Outra mudança que fiz no meu armário, foram as bolsas. Sim, optei por vender/desapegar/doar algumas bolsas que ainda tinha e focar em algumas peças melhores ou mais coringas. Fora isso, tive que abrir mão dos bolsões por conta da minha dor crônica. As pretas e básicas eu já tenho, agora quero investir em outras cores. Ou até mesmo holográficas como minha mochilinha. 

Por último, os acessórios. Venho percebendo que melhor que um armário abarrotado, é um armário que você possa compor vários looks diferentes e aproveitar as peças de modo geral, e assim, acessórios fazem toda diferença. E como isso aqui é uma Wish List... é claro que teremos mais algumas coisas. Casacos, pincéis... hehehe mas vamos lá. A Zaful está cheia de boas opções! 


Vestidos: Cortes diferentes, para poder aproveitar em momentos diferentes. Esses foram os meus escolhidos. 



Moletons: Sim, quero um moletom novo. Aqui em Recife não tem lá muita saída, mas uma ida para São Paulo no inverno, e podemos colocar em uso, não é mesmo? Ou uma ida para o interior, cairia super bem. E esse moletom do tubarão é mais Recifense que você imagina! 



Shorts: Estou louca, LOUCA, por um short de cintura alta e pretinho! 


Saias: Estou arrependidissima de não ter comprado uma saia de couro fake enquanto viajava, mas a verdade é que a preguiça sempre fala mais alto quando se trata de comprar roupas. 


Pulseiras: Sim, esses dois conjuntos ganharam meu coração. Só uma pena terem acabado. 


Bolsas: Sim, eu quero uma mochilinha preta. Quero muito, pois mesmo amando a minha holográfica, quero poupá-la um pouco. Só Deus sabe quando terei outra oportunidade como essa. Mas.. lembrando que eu não posso usar bolsas muito grandes, outras duas me chamaram atenção.





E por último... Eu não resisto a pinceis de maquiagem. Seguem algumas opções do site:


E aí? Curtiram? Qual seria a sua Wish List na Zaful ? 

xoxo


Conheci a Zaful tem pouco tempo, e aproveitando a coluna de moda aqui do blog, vou trazer algumas sugestões, inspiradas em algumas de minhas personagens. Em meus livros publicados, tenho duas protagonistas muito diferentes. Enquanto a Ana respira moda, a Sarah é super tranquila e trabalha o máximo que pode para ser discreta, embora isso não signifique que ela não tem um estilo.

Vamos começar com a Ana, de #Maliciosa. A Ana é cheia de estilo, e louca por lingeries. As meias fazem parte de seu dia-a-dia, mas a sua aposta como designer é de lingeries. Todas tem aquele toque doce e picante. Além disso, ela apostaria em cortes diferentes, fugindo um pouco do tradicional, e pensando dos diferentes tipos de corpos femininos.

Algumas lingeries da Zaful tem exatamente essa proposta, e preços bacanas.










Ainda seguindo o estilo da Ana, encontrei algumas roupas que são a cara dela. O estilo é bem doce, como ela. E pensando em nosso calor - da cidade de Recife - alguns desses looks caem super bem, mesmo no nosso inverno de 28 graus!








A Sarah, de #DestinosCruzados já é uma Califórnia Girl de corpo e alma. Jeans é quase que sua segunda pele e seu estilo é despojado, esportivo. É quase como um Grunge arrumadinho, limpinho. Rsrsrs. Conforto é a palavra chave para ela, então não existe muito mistério quando se trata de montar o look.







E é claro que não podia deixar de fora os tênis e os óculosescuros. Os tênis hoje em dia atendem todos os tipos de estilos e necessidades das mulheres. Mesmo as mais estilosas tem vez. Não é mais um calçado restrito apenas para escola ou malhar. Quem lembra da febre – que ainda persiste – dos tênis brancos?







Espero que vocês tenham gostado desse post. E calma, amanhã teremos outro, voltado apenas para a moda plus size, que é algo que muitas leitoras me perguntam muito.


xoxo

No dia 22 de junho estreia na Netflix a explosiva e carregada emocionalmente segunda temporada de Marvel - Luke Cage.






Pode um homem salvar a comunidade? E em sua luta para fazer isso, se encontrará consumido pela própria escuridão contra a qual está lutando? Enquanto um novo vilão ascende e uma rainha toma o trono de Harlem, rachaduras começam a se formar no herói uma vez inquebrável...


Não sei vocês, mas eu já estou roendo as unhas para assistir cada episodio dessa temporada! 


XoXo


Data de lançamento: 5 de abril de 2018 (Brasil)
Direção: John Krasinski
Música composta por: Marco Beltrami
Cinematografia: Charlotte Bruus Christensen
Roteiro: John Krasinski, Scott Beck, Bryan Woods
Produção: Michael Bay, Bradley Fuller, Andrew Form
Elenco principal: John Krasinski, Emily Blunt, Millicent Simmons, Noah Jupe.

Sinopse: Em uma fazenda nos Estados Unidos, uma família do Meio-Oeste é perseguida por uma entidade fantasmagórica assustadora. Para se protegerem, eles devem permanecer em silêncio absoluto, a qualquer custo, pois o perigo é ativado pela percepção do som.

Se prepare para ficar tenso desde os minutos iniciais de Um lugar Silencioso e não ter uma real sensação de alívio até o momento que os créditos estão passando pela tela.

Esse é o meu primeiro contato com um longa dirigido por John Krasinski, além dos poucos episódios da divertidíssima série The Office - foram 3 no total - e só posso esperar para ver o que mais ele vai nos apresentar mais para a frente. 

Em Um Lugar Silencioso ele sabe bem o que quer e não abre mão de utilizar bem o tempo para construir toda atmosfera aterrorizante que a família a quem somos apresentados vive, apenas por tentar sobreviver. Em um cenário pós apocalíptico onde o silêncio significa sobrevivência, com recursos escaços, medo e profundas cicatrizes, que marcam pais e filhos profundamente. 

Na primeira parte do filme, vamos nos acostumando ao ambiente e ao silêncio. Tememos e nos questionamos sobre todo e qualquer mínimo barulho que possamos causar, o que arriscaria a vida de todos. A tensão construída só piora, uma vez que compreendemos a culpa que todos sentem e notamos que a casa provisória da família está sendo adaptada para a chegada de um novo integrante. 

Se crianças e adultos, conscientes da situação, temem qualquer barulho, e escorregam aqui e ali, como eles vão fazer com um bebê recém nascido? O som, e a ausência dele são fundamentais para o filme. Como não temos diálogos, o som de tudo passa a ser ouvido, desde o leve esfregar das mãos sendo lavadas, a cola sendo passada na parede e o jornal sendo colado, para ajudar no isolamento acústico do espaço onde vivem. Do modo de comer ao modo de brincar com um jogo de tabuleiro, tudo foi adaptado e, convivendo com a família, finalmente, antes de começar o segundo momento do filme, já estamos ambientados e aflitos o suficiente. 

Pouco sabemos o que culminou tal mudança no mundo, apenas sabemos que as criaturas que atacam os humanos são guiadas pelo barulho. Os mais atentos vão notar detalhes sobre a criatura, mas no final, estes não fazem lá tanta diferença. Atraídas com sua super audição, elas destroem o que esteja emitindo tal som. 

E é justamente que estamos nervosos o suficiente com cada passo dado pelos personagens, que somos bombardeados com uma grande sequencia de cenas que mais parecem impossíveis de ocorrer em total silêncio. Entre o nervosismo e o instinto de sobrevivência dos personagens, misto com a absoluta aflição dos mesmos, não conseguimos tirar os olhos da tela. A cena do parto tirou o ar de todos na minha sessão. Emily Blunt está apenas incrível neste filme. 

O design de som do filme é muito bem planejado. A música é belíssima quando tem chance de ser escutada.  A trilha sonora, por outro lado, em alguns momentos se apressa. A sequencia de cenas que beiram o absurdo, em certo momento perdem um pouco da tensão. Cada um dos personagens passa a ter uma maneira diferente de observar a situação e lidar com ela, seja o filho mais novo, ou a mãe, com seu recém nascido. Em uma da cenas, por sinal, confesso que achei desnecessária: um alagamento, que sinceramente só servia para demonstrar o quão ferrada estava a família, como se ninguém pudesse ter um momento de paz, porém, seria impossível existir uma real paz, com uma outra situação de perigo ocorrendo ao mesmo tempo. 



A construção da família, no filme, é fantástica e a demonstração de que mesmo as famílias mais unidas, sofrem em devidos momentos. Os pais, tem papeis bem definidos, que fazem parte do contexto onde os personagens vivem, e isso, em algumas cenas entre pai e filha, podem até ser interpretadas como comportamento arcaico. O relacionamento pais e filhos é, na verdade, belíssimo, mesmo em meio de tal situação. Destaque para Millicent Simmons, que retrata tão bem seus dilemas, sua impulsividade, ou seja, sua adolescência - afinal, todos ali ainda são humanos, não é mesmo? -  em meio ao caos. 

Sejam alienígenas, entidades com uma super audição em um mundo apocalíptico ou não, Um Lugar Silencioso , mais do que ligeiramente sádico, e bem executado como gênero de horror, fala muito sobre um ambiente familiar amoroso e unido, das dificuldades da paternidade e da maternidade e também da necessidade de crescer, enfrentar o mundo cão que vivemos e sentir, mais que necessariamente apenas ouvir, o que acontece ao nosso redor. 

Com um final digno de fazer com que os espectadores voltem a respirar novamente, apesar de extremamente curiosos, o filme é capaz de arrancar sorrisos, apesar dos corações dos espectadores ainda estarem acelerados. 





Ainda não terminei de ler a trilogia, mas já fiquei muito feliz de ver que ao menos o primeiro livro vai virar filme. Muita gente pode achar "Para todos os garotos que já amei" bobo, ou até mesmo mais do mesmo, mas não é. Em absoluto, ter uma protagonista Asiática contribui com algo mágico para a história de Lara Jean. E essa adaptação ser feita respeitando essas características é muito importante. 


Apesar de não se focar no fato da protagonista de sua história ser Asiática, e sim no romance e na personalidade de Lara Jean, não passa em branco que ela é meio Coreana, meio americana. Achei gostoso e importante tal representação. 


O mais legal é que a Netflix adquiriu os direitos do filme, que será lançado no segundo semestre de 2018. Quem aí tá já tá pronto para fazer pipoca? 

Estou louca para ver o filme e terminar de ler a trilogia. 


XoXo

Eu AMO um bom café. Mas que Brasileiro não ama, não é mesmo? O cheirinho, o sabor... Fora que cada um em seu ritual na hora do preparo. Para os amantes de café que moram em Recife, a sua chance chegou: Um rodizio de café, por apenas 15,90. 

Café de verdade, e com direito ao barista explicando tudo sobre o café que você vai deliciar. 

Eu estava no instagram bem de boas quando a Nerdivinas compartilhou a novidade comigo, então vim compartilhar com vcs tbm. 



A iniciativa é da Malacoff café, em homenagem ao dia do café, que ocorre no dia 14 e Abril. O rodizio estará disponível ao público durante as Terças, Quartas e Sextas das 14H às 17H apenas na unidade que fica no bairro da Jaqueira. Caso dê certo, eles devem começar a servir o rodizio nas outras unidades. 

Ah, caso esteja curioso, o rodizio de café começa hoje, dia 03/04.