[RESENHA] O CALOR DO VAQUEIRO, SABLE HUNTER


Ano: 2015
Páginas: 158
Língua: Português
Editora: Qualis Editora
Preço Médio: 25,00

Sinopse: Aron McCoy largou a mulher. Ele se machucou uma vez e não pretende cair na armadilha matrimonial novamente. Quando Libby Fontaine chega ao Rancho Tebow, ela está determinada a viver uma vida inteira em poucos meses, já que o médico não lhe deu certeza de uma remissão permanente para sua leucemia. A atração entre eles é instantânea e avassaladora. Mas quando Aron descobre que Libby é virgem, ele recua. Aron não tem nada a oferecer para uma garota que merece laço branco e promessas, mas quando ele a encontra nua no tanque de armazenamento de água do rancho e a escuta gritar seu nome em prazer – o calor explode!!!


Confesso que pela capa já imagina que esse seria um daqueles romances estilo banquinha. Só me surpreendi como está recheado por cenas quentes para valer.  Já passei uma longa fase curtindo romances de banquinha e mesmo nos mais pesados, o tempo passava sem que eu sentisse. O mesmo aconteceu aqui.Não conhecia a autora. Foi o meu primeiro contato com seu trabalho e me diverti bastante, exatamente como precisava no momento em que peguei o livro para ler. Como já comentei, se prepare para cenas quentes e bem frequentes.Aron é o irmão mais velho dos McCoy e tem como carga um relacionamento que não deu certo. Ele resolveu se fechar para as mulheres, mas a belíssima Libby vai mudar isso.

A Libby é aquela mocinha fofa, mas determinada. Ela é uma jovem mulher que também tem uma bagagem, mas está muito mais focada em sua missão. Sempre fora apaixonada pelo Aron e vê uma chance de tentar fazer com que a note. O que ela não imagina é o quanto que o enlouquece.
O romance dos dois é quentíssimo e este é o foco do livro. Não espere grandes cenas recheadas de romance. O romance dos dois, a forma de demonstrarem como se amam é na cama. Na cama e onde mais eles acharem que possa ser confortavel.

Isso certamente vai decepcionar algumas pessoas e pode até irritar algumas leitoras que possam preferir algo mais romântico, mais no estilo romance de banquinha com elementos florzinha, mas este não é o caso. Depois que li, entendi o motivo de uma colega achar um livro tão sem recheio, mas não concordo com ela.

O livro tem recheio sim, na medida, mas é altamente sexual.Os irmãos do Aron não aparecem tanto, mas sem duvida alguma fiquei muito curiosa para ler mais sobre o bad boy da família! O Isaac, apesar do nome, parece ser daqueles que vive para arrumar encrencas.No geral o livro é bastante divertido e entrega ao leitor o que promete: calor. Minha única decepção com o livro foi o comportamento do Aron. Enquanto um lado meu compreende a mensagem da autora, outro lado meu, que a cada dia corre com mais força em minhas veias o achou extremamente machista. Em alguns momentos ele foi irritante e arrogante demais, mas de uma forma que me incomodou. Ultimamente tenho visto que a linha que separa o macho alfa do macho machista e manipulador tem ficado cada vez mais fina.

Obviamente a intenção da autora não é discutir o machismo, mas mostrar um personagem bastante broco, a questão é que me incomodou um pouco e isso não poderia passar em branco.

De qualquer forma, como já comentado, o livro entrega o que promete! Então quem curte livro estilo banquinha mais quente, não pode deixar de conferir.

A capa é maravilhosa. Chama atenção em qualquer lugar e combina bem com o livro e a diagramação está simples, mas maravilhosa. É um dos destaques dos livros da Qualis, que mostra como o simples pode se sobressair! Uma boa diagramação ajuda a leitura a fluir mais rápido e a coloração do papel também deve ser elogiado. A cada dia tenho corrido cada vez mais de livros com papel branco! kkk

E aí? Quem já conhece ou quer conhecer o calor do vaqueiro?

XoXo

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.