[RESENHA] AS APARÊNCIAS ENGANAM, LIANA CUPINI E JANAINA RICO


Ano: 2015
Páginas: 144
Língua: Português
Editora: Qualis
Preço Médio: 25,00

Resenha escrita por Mariana Brito

Sinopse: Luiza era uma loira sensual, bem resolvida e determinada, enquanto Isabel era uma morena pacata, que sonhava em ser dona de casa e ter filhos.
Luiza se dedicava ao seu trabalho e era muito ambiciosa, já Isabel só pensava em agradar seu noivo e planejava uma família. 
O destino as uniu e agora elas vão perceber que a felicidade pode morar ao lado. Será que a grama do vizinho é realmente mais verde? Será que uma mudança radical poderá consertar todos os erros do passado?
Se a vida te oferecesse a chance de mudar, você aceitaria? Essas duas amigas toparam, e em uma nova cidade, terão a chance de recomeçar! Um livro sensível, sobre as dores e as alegrias de ser mulher.

Oi gente, tudo bem?

Hoje eu quero falar de um livro chick-lit bem legal chamado “As Aparências Enganam” . Ele foi escrito a quatro mãos pela Liana Cupini e a Janaína Rico  e foi publicado pela Qualis Editora. Bem, sabe aquele ditado que diz que a grama do vizinho sempre é mais verde que a nossa? Pronto, super pensei nisso enquanto lia o livro.

Nele conhecemos a história de Luiza e Isabel, amigas de infância que não se viam à anos, em capítulos alternados. Isabel é uma morena tranquila, professora, que está em um relacionamento de alguns longos anos e só pensa em criar uma família e agradar ao futuro marido. Já Luiza é loira, contadora, ambiciosa e , diferente de Isabel, nunca se prende em um relacionamentos.

No começo do livro, acontecem coisas importantes, que começam a fazer nossas personagens principais mudarem. O caso de Isabel (ou Bebel) é o seguinte: ao chegar em casa,ela encontra uma faixa, dizendo que ela foi traída pelo seu noivo, Johnson. Quando ela vai questionar à recentes. Descobre que é  verdade, e pior: não é apenas com uma mulher. Ele alega que faz isso por ela ser ruim de cama. Revoltada com isso ela resolve sair de casa e sem pensar duas vezes, vai parar no aeroporto pegar o primeiro vôo disponível.

Já no caso de Luiza foi totalmente diferente: numa festa da empresa, depois de umas e outras, ela acaba beijando e transando com o chefe, que não a deixa em paz. Então surge a oportunidade de um curso em São Paulo, onde ela poderá finalmente fugir do assédio de seu chefe.

É surpreendente quando as duas se encontram no mesmos vôo disponível saindo de Brasília para São Paulo. Bebel sem destino, fugindo da vergonha da traição, e Luiza, tentando uma vida nova. Então Luiza, por ter planejado a viagem, já tem um apartamento para ficar, e convida Bebel para morar com ela.

Logo quando chegam na cidade, Luiza decide comemorar a chance de uma vida nova das duas e convence Bebel a sair para beber. Acontece que Luiza é confundida duas vezes com uma prostituta, pelo seu jeito de agir e vestir, e por ser uma loira fatal. Revoltada com isso, Luiza vai pra uma farmácia e compra tinta preta no cabelo e resolve trocar o guarda-roupa, tentando ser mais séria. E quem ela pensa para ajudá-la a ser assim? Bebel.

Então no shopping, enquanto ajuda a amiga, Bebel percebe que é invisível e, cansada, vai ao salão e dá uma repaginada. Resolve adotar o antigo look da amiga ex-loira,incluindo um mega hair, passando assim a ser o centro das atenções, passando assim a ser algo diferente para as duas.

Então surge Marco Antônio, vizinho das duas, e algo estranho acontece: ele não nota Luli, e se encanta com Bebel. Quando a chama para sair, Luiza ajuda a amiga a se dar bem com o gato e aceita por ela. E os três acabam saindo para jantar e muitas coisas vão acontecendo ao longo do caminho das duas em São Paulo.

Com bastantes reviravoltas, o livro acaba sendo divertido e bem realista (e me lembrando uma das minhas autoras favoritas, Marian Keyes)  contando os passos de duas mulheres tão diferentes e iguais. Acaba sendo impossível não se emocionar e se identificar com as duas, principalmente se você está passando por mudanças recentes.


Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.