[RESENHA] E Viveram Felizes Para Sempre, Julia Quinn


Ano: 2016

Páginas: 256

Editora: Editora Arqueiro

Preço Médio: 39,90

Sinopse: Alguns finais são apenas o começo...
Era uma vez uma família criada por uma autora de romances históricos...
Mas não era uma família comum. Oito irmãos e irmãs, seus maridos e esposas, filhos e filhas, sobrinhas e sobrinhos, além de uma irresistível matriarca. Esses são os Bridgertons: mais que uma família, uma força da natureza.

E ai gente, tudo bom? 

Quem me conhece sabe que eu amo demais os Bridgertons e nesse livro a autora escreve um segundo epilogo para todos os oito livros da série Os Bridgertons. Não vou me aprofundar tanto porque isso séria um spoiler grande e aconselho a vocês a primeiro ler os oito primeiros livros para poder realmente ler esse. O segundo epilogo que mais me chamou a atenção foi acompanhar o sofrimento de Francesca e Michael (do livro O Conde Enfeitiçado) ao tentarem ter filhos que é o maior sonho de Francesca, eu sofri junto com ela. Outro que me fez sofrer bastante também foi o de Gregory e Lucy (do livro A Caminho do Altar) o casal que carinhosamente apelidei de "coelhos" e o último parto de Lucy deixou a vida dela por um fio. O epilogo mais animado com certeza é o de Kate e Anthony (do livro O Visconde Que Me Amava) quando eles se reúnem com os Bridgertons para jogar Pall Mall (versão do século XIX do Croquet) se você conhece uma pessoa muito competitiva, multiplique por mil e coloque em cada Bridgerton kkkk. Mas o que supera todos com certeza é o conto de Violet Bridgerton (O Florescer de Violet) que é um conto falando de quando ela era Violet Ledger e de como ela se apaixonou por Edmund Bridgerton e também de como foi o falecimento dele e o sentimento de Violet ao perder o marido. 

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.