PAULA HAWKINS CONFIRMA PARTICIPAÇÃO NA XVIII BIENAL INTERNACIONAL DO LIVRO RIO


Britânica é autora do best-seller “A garota do trem” e acaba de lançar o thriller “Em águas sombrias”
Autora do best-seller “A garota do trem”, que teve mais de 20 milhões de exemplares vendidos, sendo 250 mil no Brasil – e virou sucesso nas telonas –, a britânica Paula Hawkins vai participar da XVIII Bienal Internado Livro Rio, que acontece no Riocentro entre 31 de agosto e 10 de setembro. Hawkins acaba de lançar mundialmente o thriller “Em águas sombrias”, cujos direitos também já foram vendidos para o cinema, e neste novo romance investiga como as lembranças confusas do passado podem enganar e influenciar o presente.

Além de falar sobre memória, Paula Hawkins mais uma vez conta uma história sobre mulheres. A autora é hábil em unir tramas de suspense com alto sucesso comercial à discussão de temas relevantes e contemporâneos: se “A garota no trem” aborda os relacionamentos abusivos e as nuances da maternidade, “Em águas sombrias” trata de temas como o machismo e a misoginia em suas mais diversas formas.

Outros seis nomes estrangeiros já estão confirmados para a Bienal. Fenômeno dos thrillers policiais, Karin Slaughter é autora de “Cega”, que foi publicado em mais de 30 idiomas. Outras best-sellers que fazem parte da programação oficial são Abbi Glines, conhecida pela série “Rosemary Beach”, e Gayle Forman, que ocupou o primeiro lugar na lista do New York Times com “Se eu ficar”.

O evento conta ainda com Carl Hart, que lançou “Um preço muito alto” e foi primeiro negro a ser professor titular de neurociência da Universidade Columbia, e o filósofo italiano Nuccio Ordine – um dos maiores especialistas em Giordano Bruno do mundo, autor de “A utilidade do inútil”. O vencedor do Pulitzer e autor de “O Poder do hábito”, Charles Duhigg, completa o time. A Bienal Internacional do Livro do Rio de Janeiro é organizada pelo SNEL e promovida e realizada pela Fagga | GL events Exhibitions.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.